keepC

 

Comece a descobrir a Lead 3.0. Apesar de sermos um equipa de diferentes parceiros, países e culturas, há um crença que partilhamos: acreditamos profundamente neste projecto, no que podemos vir a descobrir e no que podemos contruir trabalhando conjuntamente.

Juntos alcançaremos um objectivo comum.

Untitled-3-1

Em Fevereiro, realizamos a reunião de arranque em Milão e tivemos a oportunidade de nos conhecer e de estabelecer os nossos principais objectivos. Partilhamos os resultados esperados, discutimos possíveis estratégias e definimos as primeiras actividades. Partimos excitados com o desafio a que nos propusemos.
Untitled-2-1

Lead 3.0 visa criar uma aliança entre a Academia e a Indústria através do trabalho conjunto no desenvolvimento das competências estratégicas que os futuros gestores terão de dominar.

Os primeiros 6 meses de trabalho focaram-se, essencialmente, na análise de necessidades e na comunicação intra e extra projecto. Realizamos uma revisão da literatura e de boas práticas e desenvolvemos os materiais de comunicação do projecto.

A viagem só agora começou, seja bem-vindo e junte-se a nós na Lead 3.0!


insideC

 

 

A descobrir os gaps de competências (digitais) estratégicas de e-liderança: participe na investigação! 

Pode ajudar-nos preenchendo um breve questionário!

A partir de uma taxonomia básica de competências de e-liderança disponível na literatura europeia e internacional, os parceiros realizaram entrevistas aprofundadas para apoiar a selecção do conjunto de competências chave.

Mais de 25 gestores e 30 formadores foram entrevistados e permitiram ao consórcio Le@d3.0 ampliar e verticalizar o grupo de competências que será crucial para os líderes da era digital.

Untitled-6-1

São as chamadas “strategic e-leadership skills” (SeLs) e referem-se não apenas a competências transversais mas também a competências específicas como a capacidade de identificar e explorar oportunidades de negócio inovadoras decorrentes da digitalização (competências de e-empreendedorismo e inovação).

Descubra as outras competências chave no questionário.

Esta investigação estabelece as bases para que o consórcio identifique as necessidades de desenvolvimento de competências dos grupos-alvo.

Para ajudar-nos na investigação, por favor preencha o questionário disponível aqui.


aroundC

 

 

Conferência europeia em Digital and Key Enabling Technologies Skills, Bruxelas 1-2 Junho 2015

Uma parte significativa dos produtos e serviços futuros ainda são desconhecidos mas a força que motiva o seu desenvolvimento são as Key Enabling Technologies (KETs), como a nanotecnologia, micro e nanoelectrónica incluíndo semicondutores, materiais avançados, biotecnologia.

Untitled-7O desenvolvimento e a rápida disseminação das tecnologias digitais (TIC) em todos os processos produtivos e na vida quotidiana, a par da dispersão das KET são a marca registada da transformação em curso. No sentido de criar novos empregos, o crescimento económico deve identificar e explorar, de forma efectiva, as oportunidades de inovação.

Esta identificação e exploração requerem por sua vez boas competências de E-liderança. As competências de E-liderança incluem os conhecimentos e competências necessárias para promover a inovação associada às TIC em todos os níveis das organizações. Espera-se que as mudanças estruturais na força de trabalho, que ocorreram nos últimos anos, continuem: a procura por e-liderança de elevada qualidade que possa explorar e organizar a inovação e capitalizar a investigação, as tecnologias e as boas práticas, levando as pessoas a incorporar a mudança, está em crescimento em toda a indústria europeia.

Untitled-5-1

As competências de e-liderança são adquiríveis em múltiplos contextos – experiência profissional, educação e formação – exigindo esforços conjuntos dos prestadores de serviços de educação e formação na Europa, tanto ao nível universitário como de formação profissional, para incrementar a oferta formativa na e-liderança e melhorar a sua qualidade.

Apesar de se registarem progressos positivos na Europa, ainda há um caminho a percorrer para melhorar quantitativa e qualitativamente a formação de competências de nível superior e as competências de e-liderança de grupos de elevado talento.

As seguintes recomendações foram desenhadas na conferência:

  •  Fortalecer a e-liderança nas agendas políticas da EU e a nível nacional e também ao nível de políticas específicas como de educação digital, empreendedorismo, etc.
  • Monitorizar as tendências do mercado de trabalho para ajustar a definição e os requisitos de competências
  • Apoiar novos curricula e formação em e-liderança
  • Promover cursos online e novas formas de aprendizagem
  • Mobilizar os stakeholders para promoverem actividades de governança e cooperação na e-liderança em sinergia com campanhas de sensibilização pan-europeias

Informação adicional sobre a conferência pode ser encontrada em leadership2015.eu: mais de 50 oradores representativos de diferentes stakeholders (Indústria, Instituições, Centros de Investigação, Universidades, Empresas e Escolas Corporativas) e centenas de participantes assistiram à conferência.

Leave a Reply

Your email address will not be published.